terça-feira, 23 de abril de 2013

Obrigado Tabela Periódica!

Por Marcos Diego Lopes



Desde os primórdios da Alquimia, o ato de descobrir "coisas", ou transformar "coisas" objetivava demonstrar a composição elementar da vida. 

A curiosidade por essa demonstração fez com que os alquimistas definissem propriedades para as "coisas" descobertas, a fim de evitar confusões. Surgiu então a exclamação: vamos criar uma maneira de investigar formas e modelos para reconhecer as propriedades e desenvolver esquemas de classificação para as "coisas" descobertas. Cria-se então, a ideia sistematizar as “coisas” – elementos químicos – em uma tabela, de acordo com certos critérios.

O nome Tabela Periódica vem do pensamento em organizar as substâncias de acordo com a sua periodicidade, ou simplesmente, repetir as propriedades, de intervalos em intervalos. A primeira classificação dos elementos químicos foi feita separando as substâncias em metais e não-metais. Com a descoberta da massa atômica das substâncias no início do século XIX, John Dalton começou a classificar e ordenar os elementos químicos por este critério, sistematizando o estudo da química. 

Com o passar dos anos, os cientistas descobriram que esta ideia não estava muito clara, o que acarretava problemas. Em 1829, Johann W. Döbereiner teve a ideia das tríades dos elementos químicos, com sucesso parcial. Ele começou a agrupar os elementos em três elementos de propriedades químicas semelhantes porém, de massas atômicas diferentes. 

Posteriormente, German Lothar Meyer e o russo Dimitri Ivanovich Mendeleev visualizaram melhor a periodicidade das propriedades dos elementos. Meyer fez uma tabela tomando como base o volume atômico dos elementos e Mendeleev ordenou-os em colunas, segundo as massas atômicas crescentes, observando que elementos quimicamente semelhantes ficavam numa mesma horizontal. Posteriormente, reuniu esses elementos de propriedades semelhantes em colunas, denominadas grupos. Enunciou, então, a lei periódica, segundo a qual, dispondo-se os elementos na ordem crescente de massas atômicas, as suas propriedades variam de modo definido e retornam ao mesmo valor em pontos fixos das séries. Ele tinha tanta confiança na validade desta lei que, quando a ordem dos elementos parecia ser interrompida, deixava espaços em branco, lacunas que corresponderiam a elementos que deveriam ser descobertos. 

Tabela periódica idealizada por Mendeleev, em 1869, apresentando espaços vagos para a inclusão de novos elementos. Fonte: Infoescola.


A utilização da tabela de Mendeleiev como base para Tabela Periódica moderna foi quando se conseguiu relacionar características na forma vertical, horizontal e diagonal, proporcionando a previsibilidade de propriedades físico-químicos dos elementos.

Tabela Periódica atual. Fonte: Química para todos.



Referências / Para saber mais:

  
http://www.infoescola.com/quimica

http://www.notapositiva.com)

Share:

0 comentários:

Postar um comentário