sexta-feira, 4 de julho de 2014

HISTÓRIA DO ELETROMAGNETISMO PARTE II

Por: Ana Caroline Pschedit

Essa segunda parte da história do eletromagnetismo começa com uma invenção muito importante, a pilha! Junto com ela começam os primeiros experimentos com corrente continua. 

CORRENTE CONTINUA

Figura 01 – Experimento de Galvani.
Fonte: 
afinidadelectrica.com.ar
O inicio dos estudos da corrente elétrica propriamente dita começa com Luigi Galvani (1737 - 1798), quando este percebeu que poderia causar contrações em uma rã morta, tocando o seu corpo com metais. Galvani definiu este efeito como “eletricidade animal”, pois acreditava que a energia vinha do corpo da rã.
Alessandro Volta (1745-1827), estudando mais a fundo os resultados de Galvani, mostrou que na verdade a eletricidade era resultado de reações químicas entre os metais e o corpo da rã. Usando essas reações,  processo conhecido hoje como oxi-redução, conseguiu produzir corrente elétrica de forma não mecânica pela primeira vez, criando assim a primeira pilha, capaz de fornecer eletricidade continua e constante, fator muito importante para realizar experimentos.


Figura 02 – Pilha de Alessandro Volta. Fonte: http://www.brasilescola.com

Humphrey Davy (1778-1829) usando a pilha de volta, realizou a primeira eletrolise, conseguindo separar o Hidrogênio e o Oxigênio da água.  Ao ligar e desligar circuitos ele observou tambem pela primeira vez o arco voltaico e esse efeito foi usado por algum tempo para iluminação.

Saiba mais sobre a descoberta de Humphrey Davy clicando aqui

ELETROMAGNETISMO

Hans Christian Oersted (1777-1825), em 1820 descobriu que ao passar uma corrente elétrica por um fio, surgia um campo magnético capaz de movimentar a agulhas de bússolas que estavam próximas ao experimento.  Pela primeira vez estava comprovado que eletricidade e magnetismo poderiam ter relações ate então desconhecidas.

Saiba mais sobre a descoberta de ORESTED clicando aqui

Michael Faraday (1791a 1867) no Reino Unido e Joseph Henry (1797  a  1878)  nos Estados Unidos, em 1831 demonstraram cada um a seu modo, mas ao mesmo tempo, a possibilidade de transformar energia mecânica em energia elétrica. Ambos trabalharam com a indução eletromagnética e, consequentemente, demonstraram que poderiam utilizar a indução para produzir eletricidade. Em pouco tempo Faraday construiu geradores e motores eletromagnéticos, que logo se tornaram populares. Em Londres, 1834, diversas maquinas eletromagnéticas se popularizaram.

Saiba mais sobre o trabalho de FARADAY clicando aqui

Agora o estudo acerca do eletromagnetismo se destinava principalmente a fim comercial e industrial.

BATALHA DAS CORRENTES

Em 1884, existiam diversos equipamentos que usavam corrente continua e alternada. Também próximo a essa época surgiu a primeira lâmpada elétrica comercial e a necessidade de iluminação das cidades impulsionou a distribuição de energia, mas na época os dois tipos de correntes eram utilizados, porém a grande questão era: qual eletricidade usar para distribuição em larga escala? Essa foi a batalha travada entre Thomas A. Edison a favor da corrente continua e George Westinghouse a favor da corrente Alternada.
Nicola Tesla (1856-1943) foi quem acabou com a batalha mostrando as diversas vantagens da corrente alternada com as suas invenções: o sistema polifásico, o motor de indução, a bobina Tesla e as lâmpadas fluorescentes.

Os estudos a cerca do eletromagnetismo quantitativo se concretizam com James Clerk Maxwell (1831-1879) que em 1873 publicou as Leis do Eletromagnetismo, sendo esta a teoria final que une todo o conhecimento acumulado por séculos e séculos em um conjunto de equações bem definidas.



Figura 03: Maxwell e as Leis do eletromagnetismo. Fonte:  www.fisica-interessante.com



REFERÊNCIAS:

Artigo: A história do Eletromagnetismo. Disponível em:
http://www.ifi.unicamp.br/~lunazzi/F530_F590_F690_F809_F895/F809/F809_sem1_2003/992558ViniciusIsola-RMartins_F809_RF09_0.pdf.

Artigo: Suscetibilidade magnética do horizonte B de solos do Estado do Paraná. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-06832010000200006

Artigo: A história do eletromagnetismo e o fenômeno da supercondutividade. Disponível em: http://pt.slideshare.net/camargolucy/a-histria-do-eletromagnetismo-e-o-fenmeno-da-supercondutividade

Share:

0 comentários:

Postar um comentário