domingo, 4 de agosto de 2013

Nelson Mandela: Madiba - Líder da luta contra o Apartheid completa 95 anos.

Por Jeffrey Cássio de Toledo

Internado em um hospital de Pretória desde o dia 8 de junho devido a uma infecção pulmonar, o ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, completa seus 95 anos de vida. A data de seu aniversário é, também, reconhecida pela ONU, desde 2009, como “Dia Internacional de Nelson Mandela”, como uma forma de homenagear quase 70 anos de luta deste homem contra o regime de segregação racial conhecido como apartheid.

Apesar de ter sido presidente da Africa do Sul por pouco tempo (1994 a 1999), a luta de Madiba – como é conhecido em seu país devido a sua linhagem (o clã dos Madiba) – o reconhecimento como líder popular se inicia ainda na vida universitária. Mandela é formado em Direito, e essa formação o proporcionou uma visão de mundo mais abrangente em uma sociedade desigual.

O apartheid, que durou 46 anos – de 1948 a 1994 – só teve seu fim com a eleição presidencial que elegeu o grande líder popular Nelson Mandela. Durante esse tempo, Mandela sempre se manteve contra o regime, inclusive aderindo, em Março de 1960, a ideia de recorrer às armas. Para isso, buscou treinamento em outros países e liderou a “Lança da Nação”, uma divisão armada do grupo Congresso Nacional Africano.

Em agosto de 1961, o líder acaba sendo preso e, em 1964, condenado à prisão perpétua pelo crime de sabotagem e por conspirar a ajudar outros países a invadirem a África do Sul. Mandela conseguiu mobilizar a multidão mesmo de dentro da prisão. Suas atitudes como não revisar o processo e não aceitar a liberdade condicional em troca de não incentivar a luta armada fizeram o povo clamar ainda mais pelo fim deste episódio na história sul-africana. 

Assim, libertado em 11 de fevereiro de 1990 pelo então presidente Frederik de Klerk, continua sua trajetória vitoriosa fora da prisão. Em 1993, o presidente Klerk e Nelson Mandela dividem o prêmio Nobel da Paz. Em maio de 1994, Nelson Mandela é eleito presidente da África do Sul. Ficaria no poder até junho de 1999, comandando a transição do regime de segregação para uma política de abertura popular.

Todos que conhecem a trajetória do grande líder popular da África do Sul, sabem de sua importância e enviam forças para que ele melhore.

"Nosso grande medo não é o de que sejamos incapazes. Nosso maior medo é que sejamos poderosos além da medida. É nossa luz, não nossa escuridão, que mais nos amedronta. Nos perguntamos: "Quem sou eu para ser brilhante, atraente, talentoso e incrível?" Na verdade, quem é você para não ser tudo isso?...Bancar o pequeno não ajuda o mundo. Não há nada de brilhante em encolher-se para que as outras pessoas não se sintam inseguras em torno de você. E à medida que deixamos nossa própria luz brilhar, inconscientemente damos às outras pessoas permissão para fazer o mesmo".
(Discurso de posse, em 1994)
Nelson Mandela
Share:

0 comentários:

Postar um comentário