terça-feira, 24 de setembro de 2013

11 de setembro? De quando?

Por Jeffrey Cássio de Toledo

Figura 1: Posse de Allende e atentado ao WTC.
Muitas datas são lembradas por acontecimentos marcantes. Mas por quê? O que aconteceu neste dia que foi tão importante? E mais: essa data é importante pra quem?

Ao longo de nossa vida, colecionamos fatos importantes. Dias que são inesquecíveis pelo seu significado em nossa formação como pessoa e como cidadão. Assim, colecionamos experiências, e, em vários momentos, visitamos nossa memória para compreender melhor o que aconteceu ou até mesmo para relembrar destes fatos em uma roda de amigos ou familiares. O dia 11 de setembro, por exemplo, é importante para você?

Certamente, para um número considerável de pessoas, essa data significa um fim. O fim da vida. O fim de uma ideia. O fim da felicidade, por que não? Mas, para um outro grupo de pessoas, pode significar o começo. O começo de uma nova política, de um novo governo, e, também, da vida. Estou falando sobre os acontecimentos em Nova Iorque no dia 11 de setembro de 2001.

Neste dia, aviões supostamente pilotados por terroristas da Al-Quaeda atacaram as duas torres do World Trade Center, um símbolo econômico (e cultural também) dos estadunidenses. Após isso, uma nova estratégia política comandada pelo então presidente George W. Bush foi iniciada: a guerra contra o terrorismo. Os efeitos colaterais desta investida, obviamente, foram sentidos entre os muçulmanos que residiam no país, sendo perseguidos e rotulados como membros de organizações e grupos terroristas. 

Mas, o dia 11 de setembro não se restringe à história estadunidense. No Chile, no mesmo dia, mas, em 1973, também houve rupturas e continuidades. O governo socialista de Salvador Allende chegava ao fim e dava lugar a um novo modelo apoiado pelas elites e pelas forças armadas.

O governo de Allende começou em 1970. Com inspirações de diversas correntes do marxismo, a esquerda chilena liderada pelo presidente que encabeçava a Unidade Popular (UP), acabou se dividindo e se tornando fraca frente as pressões dos partidos mais conservadores. O objetivo de Salvador Allende era instituir o socialismo de forma gradual e democrática usando os próprios mecanismos do Estado chileno mas, as divisões internas da UP levaram ao fim deste sonho.

A partir de 1973, Augusto Pinochet assume o governo do Chile promovendo uma nova mudança política, econômica e social. A política liberal de Pinochet acabou com a politização do povo, individualizou a sociedade e forneceu o primeiro exemplo de neoliberalismo integral, com sua sede de privatização. O regime autoritário, que se estendeu até 1990, foi severo e trouxe dificuldades que seriam sentidas pela população chilena em outros momentos da história.

O objetivo aqui presente, nunca foi o de descaracterizar a imagem de um fato e enaltecer os feitos de outro. Pelo contrário. Devemos compreender que, todos nós temos sentimentos presos a palavras, música, fotos, vídeos, lugares, datas e pessoas. Assim, não caberia neste texto, arrolar uma lista de acontecimentos importantes para um ou outro povo ao longo de toda a trajetória humana no planeta. Os acontecimentos do 11 de setembro (de 1973) no Chile mudaram a história política do país bem como, os de 11 de setembro (de 2001) nos Estados Unidos, o fizeram.

Datas como estas, geralmente nos despertam algum tipo de sentimento. Faça um exercício mental agora: Onde você estava, ou o que você fez dia 11 de setembro? Lembrou? Mas, de qual 11 de setembro estamos falando? Qual das duas realidades veio à sua mente enquanto estava lembrando? Devemos, por isso, respeitar a memória de indivíduos, de sociedades e de culturas diferentes da nossa para podermos compreende-los melhor. 

REFERÊNCIAS:

http://www.revistadehistoria.com.br/secao/artigos-revista/da-revolucao-a-democracia

http://www.revistadehistoria.com.br/secao/artigos/o-chile-e-aqui
Share:

0 comentários:

Postar um comentário