segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Morre Eric Hobsbawm!

Por Pedro Monteiro Bittencourt

Faleceu nesta segunda-feira, dia 1º, devido a uma pneumonia, o historiador britânico Eric J. Hobsbawm. Nascido no Egito em 1917, é considerado um dos maiores historiadores do século XX e continuou produzindo até recentemente, escreveu inclusive um livro que ainda está em revisão, e deve ser lançado em 2013. Sua visão política marxista (sendo membro do partido desde os 14 anos de idade) influenciou bastante sua produção acadêmica e ele deu destaque à história social e cultural.

Dentre suas muitas obras, a que recebeu mais destaque foi “A Era dos Extremos”, que cobre o período da Primeira Guerra Mundial até a queda da URSS, chamado por ele de “o breve século XX”. As outras “Eras” de Hobsbawm cobrem o “longo” século XIX, em três volumes ele contextualiza o período entre a Revolução Francesa e o início da Primeira Guerra. Merece destaque também a “História Social do Jazz”, que trata de uma as outras paixões dele, a música.

As diversas manifestações após sua morte, em especial na Inglaterra, mostram como ele foi respeitado, mesmo por pessoas que discordam de sua visão marxista. Interessado também em política e na conjuntura atual, ele se mantinha constantemente atualizado, concedia entrevistas e participava de reuniões com diversas pessoas influentes e estadistas. Entre esses, vale ressaltar sua relação com Lula, Hobsbawm chegou a afirmar que ele “ajudou a mudar o equilíbrio do mundo ao trazer os países em desenvolvimento para o centro das coisas”.

Eric Hobsbawm pensou o século XX de maneira diferente, viveu esse século de maneira intensa, fala com propriedade sobre o século dos extremos, o “século mais extraordinário e terrível da história humana".
Share:

0 comentários:

Postar um comentário