quinta-feira, 14 de março de 2013

Morre Hugo Chávez, um marco na História América Latina.


Por Vinícius Prado Alves

No ultimo dia 5 de março, faleceu Hugo Rafael Chávez Frías, ou apenas Hugo Chávez, como mundialmente ficou conhecido, presidente da Venezuela por 14 anos, deixa o poder após perder a sua mais dura batalha,  a batalha contra o câncer.

Chávez se declarava Socialista Bolivariano, ou seja, seguidor dos ideais de Simon Bolivar, revolucionário que lutou pela independência da América. E implantou um modelo de gestão em seu governo sobre estas perspectivas, e assim ganhou no decorrer destes 14 anos defensores e opositores apaixonados.

Não se pode negar os avanços que o governo Chávez trouxe a Venezuela, sobre tudo a população mais pobre, o seu país apresenta hoje o melhor índice de distribuição de renda  das Américas, superando as potências EUA e Canadá (índice  GINI). Hugo Chávez também mudou a perspectiva com os recursos naturais eram tratados na Venezuela, acabou com o domínio de multinacionais estrangeiras sobre a principal riqueza do pais, o petróleo, e com aporte financeiro que isto proporcionou, fez altos investimentos nas áreas sociais o que levou a ter este índice de desigualdade social. E apesar de todas as acusações de ser ditador, manteve-se todo este período no poder vencendo 4 eleições com voto direto, e não acabou com nenhum instituição democrática no país.

O apoio popular ao governo de Hugo Chávez, não se mostrou apenas nas eleições, em 2002 quando latifundiários, grandes empresários e alguns meios de comunicação venezuelanos se aliaram a CIA para orquestrar um golpe militar e derrubar Chávez, as mobilizações populares, inclusive pela internet, é que conseguiram fazer com o líder da revolução bolivariana voltasse a presidência.

Algumas contradições também se apresentaram neste período de governo bolivariano. Chávez não conseguiu acabar com um grande fantasma que assola vários países da América Latina, a inflação, que na Venezuela atualmente gira em torno de 30%,  o país apresenta também números elevados quanto a violência urbana, algo que também não se conseguiu combater. A Venezuela apresenta ainda, números elevados em relação a denúncias de corrupção, alguns atribuem ao numero de pessoas corruptas dentro do governo ser elevado, outros defendem que este é o período em que mais houve denúncias públicas sobre corrupção, o fato é que elas existem.

Nem messias da América Latina, muito menos demônio comedor de criancinha,  Chávez, foi importante estadista latino-americano, que assim como muitos outros cometeu erros e acertos, e quebrou paradigmas quanto a subordinação da América Latina aos interesses estadunidenses, e que depois de seu governo, não se pode estudar e compreender a História da América Latina, sem falarmos em Hugo Rafael Chávez Frías.

Share:

0 comentários:

Postar um comentário