domingo, 24 de março de 2013

Você já levou um choque?

Por Ana Caroline Pscheidt

Certamente você já encostou em um fio ligado à uma tomada e sentiu um desconforto ou formigamento. Esta sensação é o que chamamos de choque elétrico. Mas, qual a intensidade desse choque?

É muito difícil mensurar o quanto forte ou fraco foi um choque elétrico. Isto porque o choque depende de diversos fatores como, por exemplo, a resistência elétrica do corpo. Essa resistência é diferente em cada pessoa e em cada situação. 

Mas o que é um choque elétrico e quando podemos receber um?

O choque elétrico é o estimulo rápido causado pela passagem de corrente elétrica pelo corpo. Só vai ocorrer choque se houver uma diferença de potencial entre dois pontos do corpo e se essa diferença de potencial for suficiente para vencer a resistência oferecida por ele. Assim, a corrente irá circular de um ponto a outro, fazendo com que o corpo faça parte do circuito elétrico.

Quando isso acontece sentimos desconforto, contrações musculares e formigamentos. Isso tudo é causado pela interferência da corrente elétrica no nosso sistema nervoso que também funciona com estímulos elétricos. Porém, este choque pode causar mais do que um desconforto, dependendo da intensidade ele pode até causar a morte. 

Apesar de saber que a diferença de potencial aplicada no corpo deve ser grande o suficiente para vencer a resistência oferecida por ele, o dano causado pelo choque não depende dessa diferença de potencial, mas sim da corrente elétrica que atravessa o corpo. A resistência do corpo humano é, em maior parte, devida à camada externa da pele, a qual é constituída de células mortas. Esta resistência está situada entre 100.000 e 600.000 ohms, mas varia em dependendo de vários fatores.

Abaixo podemos ver uma tabela que mostra os efeitos da corrente elétrica no organismo humano.


Valor da corrente
Efeitos
100µA a 1mA
Limiar da sensação
1mA a 5mA
Formigamento
5mA a 10mA
Sensação desagradável
10mA a 20mA
Pânico, sensação muito desagradável
20mA a 30mA
Paralisia muscular
30mA a 50mA
A respiração é afetada
50mA a 100mA
Dificuldade extrema em respirar, fibrilação ventricular
100mA a 200mA
Morte
200mA
Queimaduras severas


Obs.: 1µA = 0,000001A
            1mA = 0,001A

Quais fatores podem alterar a resistência do corpo humano?

A resistência oferecida pelo corpo humano depende de alguns fatores, dentre eles podemos citar: espessura da pele, machucados e umidade da pele.

Citamos anteriormente que a resistência do corpo humano está entre 100.000 e 600.000 ohms, porém, este valor pode diminuir consideravelmente (cerca de 15.000 ohms) quando a pele estiver molhada.

A relação entre tensão, resistência e corrente é dada pela equação matemática:

U = R.i

onde U é a tensão aplicada (diferença de potencial), R é a resistência e i a intensidade da corrente.

Comparando os valores de corrente para pele seca e úmida quando submetida a uma tensão de 127V, temos:

i = 127 V / 200.000 ohms = 0,6mA

i = 127 V / 15.000 ohms - 8,5mA

Vemos então que a corrente elétrica aumenta bastante no caso de uma pele molhada, tornando assim o choque muito mais perigoso.

Muitas pessoas acreditam que podem evitar choques elétricos utilizando calçados de borracha. Isto não é verdade. Para haver corrente elétrica em um circuito, este precisa ser fechado, ou seja, deve haver um ponto de entrada e um de saída para a corrente elétrica. Um ponto de saída para a corrente é a Terra e, caso você não esteja em contato com ela não haverá um caminho para a corrente seguir em seu corpo. Porém não podemos dizer se um calçado é ou não totalmente isolante apenas olhando para ele. 
Outro problema neste caso é que podemos também fechar um circuito com outros pontos que não sejam os pés. Se você segurar um fio com uma das mãos e com a outra encostar em um ponto que esteja ligado à Terra poderá sim ocorrer um choque elétrico.

Corrente Elétrica Gruda?

Você já deve ter escutado pessoas falando sobre alguém que ficou grudado num fio condutor de eletricidade, por exemplo. Mas, será que a corrente elétrica realmente faz a pessoa grudar no fio? Isso obviamente não acontece. O que acontece é que a corrente elétrica ao passar pelo nosso corpo faz com que nossos músculos se contraiam e podemos então acabar fechando a mão e assim ficar segurando o fio condutor. 

No caso de uma pessoa passar por esta situação, a última coisa que devemos fazer é encostar nela, pois, caso isso seja feito, também levaremos um choque. A primeira coisa a se fazer então é desligar a chave que fornece energia elétrica para este fio. Caso isso não seja possível devemos então utilizar um material não condutor (madeira, por exemplo) e com ele tentar afastar a pessoa da fonte de corrente elétrica. 

Conclusão

Sempre tenha cuidado ao lidar com corrente elétrica. Vimos que mesmo um valor baixo de corrente pode ser bastante prejudicial ao nosso organismo. Use sempre equipamentos de segurança e, de preferência, desligue o disjuntor ao realizar manutenção na instalação elétrica da sua casa ou trocar lâmpadas e chuveiro. Nunca trabalhe com eletricidade em locai úmidos, pois, como vimos, a umidade diminui consideravelmente a resistência elétrica do nosso corpo e também pode conduzir corrente elétrica até nós.

Referências:

http://www.fundacentro.gov.br

http://www.newtoncbraga.com.br


Share:

4 comentários:

  1. Finalmente um bom texto pra entender efeitos de choque elétrico.
    Mas ainda ficou a dúvida sobre a diferença entre corrente alternada e corrente contínua e os efeitos para a vítima de choque.
    E queria mais exemplos práticos pra saber quais os efeitos no corpo humano.
    Ex: Como saber o efeito do choque de determinado aparelho no corpo?
    Preciso saber a voltagem dele ou a amperagem?

    ResponderExcluir
  2. Ficou faltamdo a difereça entre corrente alternada e corrente contínua

    ResponderExcluir
  3. Qual é uma fonte confiável a considerar em relação a impedância do corpo humano? Em minha pesquisa eu cheguei a valores com uma amplitude muito grande de 500 a 60.000 ohms.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Fabiano

      A impedância varia devido a uma série de condições. Acredito que este texto lhe ajude a buscar uma resposta mais aproximada: http://professor.pucgoias.edu.br/SiteDocente/admin/arquivosUpload/17303/material/0%20-%20Seguran%C3%A7a%20com%20a%20eletricidade.pdf

      Excluir