domingo, 4 de agosto de 2013

Rochas sedimentares!

Por Alan Eduardo Wolinski

Este tipo de rocha ocupa aproximadamente 75% da superfície do planeta e é formado a partir da compactação e/ou cimentação de sedimentos ou detritos, ou por acumulação química na superfície da crosta terrestre sob condições de baixa temperatura (~250ºC) e baixa pressão (peso dos sedimentos posteriores).

Os sedimentos são produtos dos processos de Erosão, Desintegração e Decomposição de rochas pré-existentes (ígneas, sedimentares ou metamórficas), sendo o Intemperismo (conjunto de processos mecânicos, químicos e biológicos) o principal responsável na transformação destas rochas em sedimentos. Após ocorrer a formação dos sedimentos, estes são transportados por gravidade, vento, água, organismos ou geleiras até o ponto de deposição. Nesse processo, normalmente os sedimentos sofrem ainda mais desgaste: quanto maior a distância de transporte, mais será desgastado, tornando se mais arredondado.

Figura 1 – Retrabalhamento dos sedimentos: após o transporte, o sedimento inicialmente grande, anguloso e facetado, se torna menor, mais arredondado e esférico.

Através da ação dos agentes de transporte, os sedimentos chegam a regiões mais estáveis, chamadas de bacias de sedimentação. As rochas originadas desta forma são conhecidas como rochas sedimentares clásticas ou mecânicas, pois são constituídas por partículas (clastos) preexistentes. São classificadas conforme o diâmetro de suas partículas (cascalho, areia, silte ou argila, do maior para o menor, respectivamente). Com o passar do tempo, os sedimentos vão se depositando em camadas sobre a superfície e as partículas vão se unindo pelo conjunto de processos de compactação e cimentação desse material, conhecido como Litificação ou Diagênese.

Figura 2: Exemplo de Rochas Sedimentares Clásticas - Conglomerado em matriz de arenito grosso
Figura 3: Exemplo de Rochas Sedimentares Clásticas - Arenito.
Os processos mais conhecidos que levam à litificação de sedimentos são:

  • Compactação;
  • Dissolução;
  • Cimentação;
  • Recristalização diagenética.


Existem também algumas rochas que apresentam origem diferenciada, como as rochas sedimentares Orgânicas e Químicas. As orgânicas são formadas pelo transporte, deposição e litificação de restos orgânicos (restos de vegetais, excrementos de aves, conchas, etc.), como por exemplo, os depósitos de carvão (litificação de restos de vegetais). Como suas partículas agregadas não são minerais, são chamadas de pseudo-rochas. 

Figura 4: Exemplo de rocha sedimentar orgânica - carvão mineral.
Figura 5: Exemplo de rocha sedimentar orgânica - coquina.

As rochas sedimentares químicas ocorrem pela precipitação dos radicais salinos produzidos pelo intemperismo químico, e que agora encontram-se dissolvidos nas águas de rios, lagos e mares.

Figura 6: Exemplo de rocha sedimentar química - calcário.
As rochas sedimentares geralmente são caracterizadas pela presença de estratificação, que resulta da formação de camadas horizontais e paralelas pela deposição contínua de partículas no fundo de um oceano, de um lago, de um rio ou numa superfície continental.

A ordenação temporal também constitui uma característica dessas rochas, ou seja, um estrato (camada) que está por baixo, é mais antigo do que aquele que está acima, e mais recente do que está abaixo (quando não houver perturbação tectônica, falhas, dobras, etc.).

Figura 7 – Sedimentação das partículas em camadas (ou estratos), gerando estrutura do tipo “Estratificação”.

Outra questão de grande importância na estraficação é que cada uma dessas camadas possui características específicas, que refletem as condições predominantes quando as rochas foram originalmente depositadas. São nas rochas sedimentares onde se encontram a maioria dos Fósseis.
 
REFERÊNCIAS

www.mineropar.pr.gov.br 

http://www.rc.unesp.br/museudpm/rochas/sedimentares/sedimentares.html

http://fossil.uc.pt/pags/sedime.dwt

http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Solo/Solo5.php

http://www.ufrgs.br/paleodigital/Rochas_sedimentares.html

http://www.cprm.gov.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=1107&sid=129#sedimentar
Share:

0 comentários:

Postar um comentário