sexta-feira, 21 de março de 2014

Isaac Newton, O Pai da Física Moderna?!

Por Elisiane Campos de Oliveira Albrecht

Quem nunca ouviu a frase “Isaac Newton desenvolveu sua Lei da Gravitação Universal depois que uma maçã caiu na sua cabeça”? Não podemos dizer se isto é ou não verdade, mas sabemos que ele foi um grande divisor de águas na história da Ciência, apoiando-se em seus antecessores, como Euclides, Descartes, Johannes Kepler e Galileu Galilei, que contribuíram muito para suas obras.

Nascido praticamente um ano após a morte de Galileu, em 4 de janeiro de 1643 (calendário gregoriano), na cidade de Woolsthorpe-by-Colsterworth, Lincolnshire, segundo relatos biográficos teve uma infância solitária, uma vez que foi criado pelos avós, pois sua mãe casou-se novamente após a morte de seu pai antes mesmo de seu nascimento.

Em 1661 foi para Trinity College em Cambridge, onde se formou em 1665. Como não era um garoto de muitas posses, conseguiu estudar nesta escola realizado tarefas domésticas tanto para professores como para outros alunos. Porém, desde criança era considerado diferente, segundo Ribeiro (2001,vol 23, n° 2) “não só por suas habilidades para a invenção de aparelhos mecânicos como também, por seu isolamento e aversão a outras crianças.”

Figura 1: Isaac Newton. Fonte: academiadeciencia.org.br
Newton produziu diversos trabalhos em muitas áreas da Ciência, tais como a astronomia, cálculo, física, alquimia e outras. Umas de suas obras mais importantes foi o livro o ‘Principia’ - Os Princípios Matemáticos da Filosofia Natural. Neste trabalho, o pai da física moderna, como é considerado por muitos, reuniu diversas teorias e modelos, entre eles a Lei da Gravitação Universal, que considera a força existente entre os corpos, desde atração que a Terra exerce sobre as pessoas como também, a interação entre os corpos celestes. Newton também foi pioneiro na explicação da comportamento da luz, admitindo que esta era composta por sete cores, número de certa magia para ele. Não devemos nos esquecer de que a alquimia e o misticismo também fizeram parte da vida de Newton. 

Figura 2. Fonte: sirisaacnewton.info.
Durante sua vida, Newton adquiriu algumas desavenças com outros cientistas, sendo a mais conhecida relacionada à paternidade do Cálculo Diferencial, disputada com Leibniz. Os dois teriam desenvolvido independentemente o cálculo, porém, como alguns autores citam em suas literaturas, estes possuíam personalidades muito geniosas e assim iniciou-se uma briga para definir que seria o responsável por tal façanha.

No dia 20 de março de 1727, Isaac falece aos 85 anos de idade deixando diversas obras, as quais se possibilitaram uma revolução em toda a história da ciência. 


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Westfall, Richard S. (Tradução de Vera Ribeiro ) Resenha: A Vida de Isaac Newton.  Rev. Bras. Ensino Fís. vol.30 no.4 São Paulo Oct./Dec. 2008  Disponível em << http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-11172001000200018&nrm=iso&tlng=pt >> acessado em 14/11/2013. 
Moraes, Reginaldo C. C. de . Alquimia: Isaac Newton revisitado. Trans/Form/Ação vol.20 no.1 Marília 1997  disponivel em << http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-31731997000100002&nrm=iso&tlng=pt >> acessado 20 /11/2013.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário