terça-feira, 27 de maio de 2014

DINOSSAUROS: SENHORES DO MESOZÓICO - MIRISCHIA

Por: Marcelo Domingos Leal

Figura 01 – Mirischia asymmetrica. Fonte: http://upload.wikimedia.org
O Mirischia asymmetrica tem seu nome derivado do latim e do grego. A primeira parte do nome Mirischia, tem sua fonte no latim (mir = maravilha), e no grego (ischia = pertencente a pélvis). O nome asymmetrica, refere-se ao mesmo possuir feições distintas nos ossos ísquios direito e esquerdo.
Não há registro de quando esta espécie foi encontrada, porém o local foi a região de Araripina, na Chapada do Araripe, no Estado de Pernambuco. A bacia a qual este animal está associado, é a Bacia do Araripe, na conhecida formação Santana, um dos maiores centros fossilíferos do planeta. Seu esqueleto se encontra em exposição no Staatliches Museum für Naturkunde Karlsruhe, na cidade de Karlsruhe, uma cidade independente (kreisfreie Stadt) da Alemanha, capital do distrito homônimo e da região administrativa de Karlsruhe, estado de Baden-Württemberg.

Esta espécie contou com apenas alguns ossos da pélvis, um membro incompleto e algumas vértebras para identificação (duas ao total), o que dificulta e muito a vida dos paleontólogos. Pelo fato de poucas evidências terem sido encontradas, não se sabe ainda a forma exata deste animal, apesar de o formato ser muito parecido com o do compsognathus, ou do maniraptor. Como todos os outros dinossauros, o Mirischia viveu na Era Mesozóica, mas em um período chamado de cretáceo inferior, a cerca de 110 milhões de anos atrás.

Era um dinossauro de porte pequeno, se comparado com outros carnívoros, tendo cerca de 2 m de comprimento, por apenas 50 cm de altura. Seu peso ainda não foi estabelecido, devido as poucas informações do mesmo. Era um animal que praticava o bipedalismo (ou seja, era um bípede), e seus hábitos alimentares incluíam a ingestão de pequenos animais, principalmente insetos. 

PARA SABER MAIS:

ANELLI, L. E. O Guia Completo dos Dinossauros do Brasil. Ilustrações de Felipe Alves Elias. São Paulo: Peirópolis, 2010.

SMNK – Museu História Natural de Karlsruhe, Alemanha – Disponível em: http://www.smnk.de/


REFERÊNCIAS

ANELLI, L. E. O Guia Completo dos Dinossauros do Brasil. Ilustrações de Felipe Alves Elias. São Paulo: Peirópolis, 2010.
LEAL, M. D. Apostila Procurando os Dinossauros. Pinhais: PNFM, 2007.

SMNK – Staatliches Museum für Naturkunde Karlsruhe. Acesso em: 2014. Disponível em: http://www.smnk.de/

Brazilian Paleoart – Arte Paleontológica do Brasil – Mirischia Perfil. Acesso em 2014. Disponível em: http://brazilianpaleoart.colecionadoresdeossos.com/2013/09/mirischia-perfil.html

Terra Infográficos – Dinossauros do Brasil – Mirischia asymmetrica.
Acesso em: 2014. Disponível em: http://www.terra.com.br/noticias/educacao/infograficos/dinossauros-do-brasil/capa.htm

Share:

0 comentários:

Postar um comentário