sexta-feira, 1 de agosto de 2014

ASTRONOMIA CHINESA

Por : Anelissa Carinne Dos Santos Silva



Figura 01 – Astrônomo chinês. Fonte: oceanoestelar.blogspot.com

ASTRONOMIA NA CHINA ANTIGA

De cunho religioso e astrológico, a pesquisa mais antiga em astronomia desta cultura data de 2137 a.C., com o registro de um eclipse solar. Entretanto, não sabemos a totalidade de seu conhecimento, pois grande parte dos livros antigos foi queimado em 213 a.C., por ordem do Imperador.

Tamanho era o conhecimento dos chineses em relação ao céu e ao tempo, que seu calendário possuía 365 dias, com uma incrível precisão de horas. Os antigos chineses fizeram muitas anotações acerca de corpos celestes como cometas (detalharam 29 cometas no Livro de Seda, em torno de 500 anos a.C.), estrelas e, inclusive, sobre a explosão de uma supernova em 1054 a.C. (atual Nebulosa de Caranguejo), mesmo ano em que mencionaram um cometa em seus estudos, chamando-os de “estrelas com cauda”. Os chineses perceberam que a cauda do cometa sempre apontaria para o lado oposto ao do Sol.

Por volta de 300 a.C. os chineses sabiam a  posição de 1464 estrelas, e em 28 a.C. já haviam registrado manchas solares, ao observar o Sol através de finas lâminas de jade.

Legenda: Figura 02 – Constelações chinesas. Fonte: NASA


Suas constelações são divididas em 28 regiões: as 28 Mansões Celestiais. Cada 7 mansões forma um símbolo, que são em número de 4: Dragão Verde (ponto cardeal: leste; estação do ano: primavera; representa: progresso e fartura), Fênix (ponto cardeal: sul; estação do ano: verão; representa: esperança e sorte), Tigre Branco (ponto cardeal: oeste; estação do ano: outono; representa: proteção) e Tartaruga Negra (ponto cardeal: norte; estação do ano: inverno; representa: segurança).
Além destas constelações, os chineses possuem um zodíaco:

(...) um círculo imaginário, sobre o qual estariam posicionados os 12 signos representados pelas figuras de animais como o Rato, Búfalo, Tigre, Lebre, Dragão, Serpente, Cavalo, Cabra, Macaco, Galo, Cão e Javali, suas escolhas estariam relacionadas com o misticismo chinês onde se acredita que apenas os 12 animais atenderam um chamado de Buda, sendo presenteados por ele com um ano levando nome de cada um dos animais.” (MATOS, pág. 03)

PARA SABER MAIS:

Observatório Nacional: http://www.on.br


REFERÊNCIAS

HORVATH, J. E. O ABCD da Astronomia e Astrofísica. São Paulo: Editora Livraria da Física, 2008.
LIÈGE, K. Astronomia chinesa. Disponível em: http://www.if.ufrgs.br/~dpavani/FIS02008/AULAS/2011_1_ciclo_1/Astronomia_Chinesa-Karenn.pdf. Acessado em Maio 2014.

MATOS, S. M. Mecânica Celeste e Terrestre: gregos e chineses. Disponível em: http://fisica.uems.br/paginas/baixa_arquivo.php?id=169&name=3Mec%E2nica%20Celeste%20e%20Terrestre.pdf. Acessado em Maio 2014.
Observatório Nacional. Astrofísica Geral. Disponível em: http://www.on.br/ead_2013/site/conteudo/cap7-historia/astronomia-antiga/chineses/chineses.html. Acessado em Maio 2014.

SAMOJEDEN, L. L. Instrumentação para o Ensino de Astronomia. Disponível em http://fisica.ufpr.br/samojeden/Historia_biox.pdf. Acessado em Maio 2014.
Share:

0 comentários:

Postar um comentário