quinta-feira, 27 de novembro de 2014

UM PRECURSOR DOS ESTUDOS DO AQUECIMENTO GLOBAL


Por: Edinilson Rotini


Figura 1: Joseph Fourier. Fonte: The Famous People
Foi numa cidade francesa às margens do rio Yonne, chamada Auxerre, que em 1768 nasceu Jean Baptistes Joseph Fourier, que mais tarde se tornaria um cientista renomado pelas suas pesquisas. De família humilde, Fourier ficou órfão de pai e de mãe muito cedo e, por isso, foi educado para ser padre numa escola de monges beneditinos, embora não tenha feito seus votos para o sacerdócio.

Na verdade, desde muito cedo, ele apresentava vocação para a ciência, considerado por muitos como um menino prodígio e, talvez, por isso foi convidado para dar aulas com apenas 16 anos na escola de sua cidade natal.

Após finalizar seus estudos na Escola Normal Superior da França, acabou tornando-se professor da mesma e, mais tarde, lecionou na Escola Politécnica. Suas maiores contribuições acadêmicas foram na Matemática e na Física como, por exemplo, no desenvolvimento de uma teoria para calcular raízes irracionais de equações algébricas e um método de análise para funções periódicas.

Além disso, seu nome é associado à uma série de senos e cossenos que é solução para uma equação diferencial relacionada  com a condução de calor em sólidos.  Essa série na versão contínua, chamada de transformada de Fourier, é uma importante ferramenta matemática na análise de sinais de frequência que é objeto de estudo e trabalho nas áreas da Física, Engenharia Elétrica, Eletrônica e Telecomunicações.

Talvez a maior contribuição de Joseph Fourier tenha sido em relação aos estudos sobre transferência de calor em líquidos e no ar, já antecipando discussões posteriormente associadas ao aquecimento global. Isso se deu a partir da escrita em 1824 e com impressão em 1827 de um longo artigo intitulado “As temperaturas do globo terrestre e dos espaços planetários” que foi publicado pela Academia de Ciências da França. Nessa obra, Fourier tentou explicar de maneira geral o aquecimento terrestre a partir de relações matemáticas.

Mas, não foi só no campo científico que Fourier atuou. Ele participou ativamente no processo da Revolução Francesa, sendo que ele foi preso e quase foi guilhotinado durante o período do Terror, em que mais de 17.000 pessoas perderam literalmente suas cabeças.

Após esse período turbulento, Fourier foi convidado por Napoleão Bonaparte para participar da Legião da Cultura, durante a expedição de Napoleão pelo Egito. Lá, ele atuou como aconselhador científico para auxiliar na instalação de instituições educacionais e nos estudos arqueológicos. Assim, Joseph Fourier tornou-se um especialista em egiptologia, ocupou um cargo de diplomata e foi escolhido para ser o secretário do Instituto do Egito, onde ficou por quatro anos.


Figura 2: Napoleão Bonaparte em expedição pelo Egito. Fonte: Opera Mundi


Após seu retorno à França, Fourier foi nomeado por Napoleão para ser prefeito da cidade de Isère em Grenoble, onde exerceu o cargo por treze anos. Mais tarde, já na cidade de Paris, ele acabou deixando a vida política e dedicou-se exclusivamente à vida acadêmica. Assim, foi eleito membro da Academia de Ciências, tornando-se secretário perpétuo da seção de ciências matemáticas e depois foi também eleito para a Academia Francesa onde atuou por quatro anos até sua morte.

De acordo com relatos, Fourier ficou obcecado com a necessidade de estar sempre muito bem aquecido com o intuito de fortalecer sua saúde. Para isso, ele usava várias camadas de roupas e mantinha seus aposentos super aquecidos. Devido à problemas cardíacos e a um aneurisma, Joseph Fourier morreu, solteiro, aos 63 anos de idade, no dia 16 de maio de 1830. Seu corpo foi sepultado num cemitério de Paris, onde foi construído um monumento com seu busto projetado em um nicho com uma decoração ornamental em estilo egípcio antigo relacionada com o deus Rá.


Figura 3: Túmulo de Joseph Fourier. Fonte: Monuments on Mathematicians

REFERÊNCIAS


Biografia de Joseph Fourier. Disponível em: <http://www.somatematica.com.br/biograf/fourier.php>. Acesso em out. 2014.

OLIVEIRA, Samuel Rocha de. Breve História de Fourier. Disponível em: <http://www.ime.unicamp.br/~samuel/Ensino/ma311/Recursos/FourierBio.pdf>. Acesso em out. 2014.

FERNANDES, Carlos. Jean Baptiste Joseph Fourier. Disponível em: <http://www.dec.ufcg.edu.br/biografias/JeanBaJF.html>. Acesso em out. 2014.

ALENCAR, Marcelo Sampaio de. A Análise de Fourier e o Aquecimento Global. Disponível em: <http://www.difusaocientifica.com.br/artigos/Aquecimento_Global_Fourier.pdf>. Acesso em out. 2014.

ALTMAN, Max. Hoje na História: 1830 – Físico e Matemático, Jean Baptiste Fourier Morre em Paris. Disponível em: <http://operamundi.uol.com.br/conteudo/historia/35274/hoje+na+historia+1830+-+fisico+e+matematico+jean+baptiste+fourier+morre+em+paris.shtml>. Acesso em out. 2014.

Share:

0 comentários:

Postar um comentário